Procedimentos faciais

Otoplastia

A Otoplastia, cirurgia plástica das orelhas, é realizada quando a forma, posição ou estrutura do órgão incomodar o paciente.

A cirurgia de orelha, também chamada de otoplastia, é realizada quando a forma, posição ou estrutura do órgão incomodar o paciente. Ela também poderá ser realizada quando deformidades de nascença ou decorrentes de acidentes demandem pela intervenção cirúrgica. O objetivo é criar harmonia entre a posição/ tamanho das orelhas e a face, dando-lhes uma aparência natural. Muito mais do que alterações estéticas a cirurgia irá impactar diretamente na autoestima do indivíduo, refletindo no desenvolvimento emocional, principalmente das crianças, que muitas vezes são vítimas de bullings por causa dessa condição.

  • Quem pode fazer?

    A partir dos sete anos a criança já poderá fazer a correção, pois este é um período em que a orelha já está totalmente formada e quase do tamanho da orelha do adulto.

  • Recuperação

    No primeiro dia, a orelha ficará protegida por uma espécie de touca. Depois, por um período de 30 dias, o paciente deverá usar uma faixa para proteger as orelhas e mantê-las bem posicionadas. O uso de analgésicos potentes garantem uma recuperação tranquila e confortável.

  • Duração da cirurgia

    Geralmente, em torno de 90 a 120 minutos.

  • Anestesia

    Em crianças é dada anestesia geral, nos adultos a anestesia é local, podendo ser com ou sem sedação.

  • Internação

    Depende do tipo de anestesia utilizada. Quando ela é local, internação de quatro horas; quando é geral, 8 horas.

Dúvidas frequentes

  • A cirurgia da orelha em abano deixa cicatrizes?

    A cicatriz desta cirurgia é praticamente invisível, por localizar-se atrás da orelha. Além do mais, como se trata de uma região de pele muito fina, a cicatriz tende a ficar quase imperceptível.

  • Qual o tipo de anestesia?

    Crianças: anestesia geral. Adultos: anestesia local com ou sem sedação (a critério).

  • Quanto tempo demora o ato cirúrgico?

    Geralmente em torno de 90 a 120 minutos. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

  • Há perigo nesta operação?

    O perigo não é maior, nem menor que aquele de se viajar de automóvel, avião ou mesmo o simples atravessar de uma rua. São riscos do quotidiano que estamos acostumados a enfrentar. Complicações como infecção, hematomas, assimetrias e cicatrizes inestéticas são raras e normalmente passíveis de correção.

  • Há dor no pós-operatório?

    Certo desconforto poderá ocorrer no pós-operatório, mas isso pode ser facilmente solucionado com uso de analgésicos comuns.

  • Como é o curativo?

    São realizados curativos específicos pela equipe cirúrgica. No primeiro dia a orelha fica protegida por uma espécie de touca para evitar traumatismos locais. Por um período variável a(o) paciente deverá usar uma faixa tipo ""ballet ""ou ""tênis"" durante a noite para manter as orelhas bem posicionadas durante o sono.

  • Quando são retirados os pontos? Há dor?

    Normalmente os pontos são reabsorvíveis, ou seja, não é preciso retirá-los. Quando é necessário usarmos fios não absorvíveis, retiramos os pontos com duas semanas. Não existe dor na retirada.

  • Em quanto tempo se atingirá o resultado definitivo?

    Assim que se retira o curativo já teremos uma boa noção do que será o resultado final, porém existe um inchaço e por vezes equimoses (roxo) que sairão com o tempo. Após 12 semanas teremos o resultado definitivo.

  • Há riscos em voltar o problema do abano

    Se a cirurgia e o pós-operatório forem bem conduzidos o resultado será definitivo. Convém salientar que uma leve assimetria poderá ocorrer, pois mesmo as pessoas não operadas com orelhas normais não apresentam simetria absoluta.

Entre em contato! »


Procedimentos faciais

Procedimentos Corporais

Cadastre seu email e fique por dentro das novidades!