Procedimentos faciais

Rinoplastia

A Rinoplastia, cirurgia plástica do nariz é um procedimento que pode corrigir a aparência desproporcional do nariz, alterar seu formato, a largura das narinas ou o ângulo entre o nariz e o lábio superior.

A plástica de nariz é um procedimento que pode corrigir a aparência desproporcional do nariz, alterar seu formato, a largura das narinas ou o ângulo entre o nariz e o lábio superior. Também serve para corrigir defeitos de nascença, traumatismos nasais ou problemas respiratórios crônicos. As consequências desta intervenção vão desde a melhora na respiração, o que fornece uma melhor qualidade de vida, até a harmonização dos traços físicos, tendo impacto direto na autoestima do indivíduo.

  • Quem pode fazer?

    Pessoas com desproporção entre nariz e face e que não se sintam bem com a condição, ou que possuam problemas respiratórios em decorrência de desvios de septo ou hipertrofia de cornetos (nesses casos a cirurgia é feita em conjunto com o médico otorrinolaringologista). Para se submeter à remodelagem nasal é necessário ter pelo menos 15 anos, pois o procedimento só deve ser realizado após o nariz desenvolver-se completamente.

  • Recuperação

    Nos primeiros sete a dez dias um molde de acrílico é usado no dorso do nariz para estabilizar os ossos nasais e manter o formato desejado. Nos primeiros dias pode haver um pouco de dificuldade para respirar em virtude do inchaço, mas isso se resolve naturalmente. Deve-se evitar traumas no nariz e exposição a ambientes quentes. O resultado definitivo será visto a partir do sexto mês.

  • Duração da cirurgia

    A cirurgia leva de uma a 3 horas.

  • Anestesia

    A anestesia é geral.

  • Internação

    De 8 horas a um dia.

Dúvidas frequentes

  • A rinoplastia deixa cicatrizes?

    Certos narizes permitem que as cicatrizes fiquem escondidas dentro da cavidade nasal. Nestes casos, não haverá cicatriz aparente. Em outros casos, entretanto, existem cicatrizes externas pouco aparentes, como consequência de incisões (cortes) feitos na columela ou nas asas nasais.

  • Poderei escolher, para meu futuro nariz, a forma que eu desejar?

    Não. Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face, equilíbrio este que o cirurgião deve observar para preservar a naturalidade e autenticidade dessa face. Cada caso é estudado minuciosamente e as possibilidades reais de resultado são explicadas ao paciente.

  • Como ficará minha respiração após a cirurgia?

    A Rinoplastia também visa melhorar as condições respiratórias do paciente quando estas condições são precárias no nariz original. A dificuldade respiratória observada no pós-operatório mediato (algumas semanas) é devido ao edema"" na parte interna do nariz e também pelo menor movimento da ""válvula respiratória"" nesse período por alteração da elasticidade das asas nasais. Com o decorrer do tempo função respiratória se normaliza.

    Alguns problemas respiratórios estão relacionados ao desvio de septo, e isso pode ser reparado no mesmo tempo cirúrgico.

  • O resultado definitivo em relação à forma e função é imediato?

    Não. Várias fases são características do pós-operatório do nariz. Assim, numa 1ª fase (logo após a retirada do gesso, em torno do 7º dia), apesar de corrigidos vários defeitos estéticos do nariz original, notamos um edema (inchaço) que vai diminuindo com o passar dos dias e que tende a se normalizar em torno do 6º mês. Existem pacientes que atingem o resultado definitivo um pouco antes, bem como outros que ultrapassam este período. A persistência ou não do edema transitório por um período mais longo que o normal geralmente não interfere no resultado final.

  • Por quanto tempo persiste o resultado obtido?

    O resultado de uma rinoplastia tecnicamente bem feita é definitivo,ou seja, aquele resultado obtido após a regressão completa do edema (após 1 ano da cirurgia) deve ser permanente. Pequenas modificações ocorrem com o envelhecimento, mas são parte de um processo global que ocorre em todo o organismo.

    Existem pacientes que atingem o resultado definitivo um pouco antes, bem como outros que ultrapassam este período. A persistência ou não do edema transitório por um período mais longo que o normal geralmente não interfere no resultado final.

  • A rinoplastia é considerada como sendo uma cirurgia

    Raramente a rinoplastia determina sérias complicações (sangramentos, infecções, assimetrias). Entretanto, sendo um procedimento cirúrgico, ocasionalmente poderão ocorrer imprevistos na evolução. Felizmente, esses eventuais imprevistos são passíveis de correções posteriores, mediante revisões cirúrgicas, em pró do resultado planejado.

    Os possíveis imprevistos não devem ser confundidos com as formas intermediárias pelas quais passa o nariz no pós-operatório mediato até que atinja sua forma definitiva.

  • Qual o tipo de anestesia que se utiliza para a operação?

    Tanto a anestesia local com sedação quanto a geral poderão ser utilizadas. Isso dependerá de uma análise individualizada da paciente e da conversa que a mesma terá com o anestesista.

  • Quanto tempo demora o ato cirúrgico?

    Entre 1 e 3 horas. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

  • Qual o tempo de internação?

    Poderá variar de meio período até 1 dia de internação. Tudo dependerá do tipo de anestesia utilizada e da recuperação do paciente no pós-operatório imediado. Seu médico procurará determinar o tempo de internação, sempre visando seu maior conforto e segurança.

  • São utilizados curativos? Quantos?

    Quando se realiza o procedimento de fratura, o nariz é mantido imobilizado por uma semana. Em alguns casos é utilizado o tamponamento nasal, que poderá ser deixado por 24 horas.

  • Ouvi dizer que o nariz sangra nos primeiros dias. Isso é verdade?

    Existe um pequeno sangramento que é normal nas primeiras 48 horas. Isto, entretanto, não deverá ser motivo de preocupação, pois um curativo de proteção sobreposto a abertura do nariz é conservado propositadamente a fim de aparar esse sangramento. Esse curativo adicional poderá ser trocado em casa tantas vezes quanto necessário.

  • Há dor no pós-operatório?

    Raramente. A rinoplastia apresenta pós-operatório bastante confortável.

  • Há perigo nesta operação?

    Raramente uma cirurgia de rinoplastia determina sérias complicações. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório. O perigo não é maior ou menor que uma viagem de avião ou automóvel, ou mesmo um simples atravessar de via publica.

  • Em que posição deverei dormir nos primeiros dias?

    Sempre com a cabeça discretamente elevada do leito (travesseiro). Manter-se com a face voltada para cima sempre que possível.

  • Quando poderei tomar sol?

    Geralmente após o 3º dia pós-operatório, não existe qualquer inconveniente em se expor ao eventual sol da rua usando protetores solares. Entretanto, para exposições longas (praias, banhos de sol), aconselha-se aguardar um período mínimo de 30 a 45 dias.

  • Qual a evolução pós-operatória?

    Até que se atinja o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características deste tipo de cirurgia. Edema (inchaço), manchas "de infiltrado" sanguíneo na pele adjacente ao nariz, dificuldade respiratória nos primeiros dias são comuns a todos pacientes em maior ou menor grau. Com o passar do tempo o edema regride progressivamente e a sensibilidade do nariz volta ao normal. É muito comum que a pontinha do nariz fique um pouco dura até o terceiro ou quarto mês devido ao edema linfático que tende a regredir de forma mais lenta nessa região. Lembre-se que nenhum resultado de cirurgia estética do nariz deverá ser avaliado antes do 6o mês pós-operatório.

  • Quanto anos vou rejuvenescer?

    Não é possível, através da cirurgia, transformar uma face de 40 anos em outra de 20. Apesar disto parecer óbvio é importante frisá-lo, pois certas informações errôneas são transmitidas por leigos desinformados ou pela mídia distorcida, fazendo alguns pacientes acreditarem na possibilidade de se fazer o relógio do tempo" ser retardado conforme sua vontade. Nenhum cirurgião plástico logrará este intento. A cirurgia proporciona uma redução dos sinais do envelhecimento, da flacidez de pele da face, e através da mudança de posicionamento de algumas estruturas conseguimos dar a paciente um aspecto mais jovem.

  • Como ficarão as cicatrizes? Desaparecerão?

    A cirurgia plástica visa melhorar o aspecto da flacidez, rugas, sulcos, etc., dando assim um rejuvenescimento à face. As cicatrizes, entretanto, serão permanentes, apesar de irem se tornando cada vez menos visíveis com o decorrer do tempo. Enquanto isto não ocorre, recursos cosméticos como a maquiagem e penteados adequados disfarçam perfeitamente o inconveniente criado pelas cicatrizes recentes. O resultado final da cicatriz é variável de paciente para paciente, mas pode-se dizer que na maioria dos casos a cicatriz torna-se invisível com o passar do tempo. Pruridos (coceiras), ardor ou insensibilidade poderão ocorrer eventualmente sobre as cicatrizes. Isto será temporário e tenderá a desaparecer.

  • Por quanto tempo persiste o resultado?

    A cirurgia da face, do pescoço e das pálpebras retarda visualmente o processo de envelhecimento desses territórios, porém o processo de envelhecimento é evolutivo e com o tempo pode haver necessidade de retoques ou de novo procedimento cirúrgico.

  • A cirurgia do rejuvenescimento facial (rugas) é considerada como

    É considerada uma cirurgia de médio porte. Raramente a cirurgia de rejuvenescimento determina sérias complicações. Entretanto, sendo um procedimento cirúrgico, ocasionalmente poderão ocorrer imprevistos na evolução. Algumas complicações que podem ocorrer são: infecção, hematoma, má-cicatrização, cicatriz hipertrófica, assimetria ou mudança da linha capilar, dano aos nervos faciais (normalmente temporário, mas em alguns casos pode ser permanente).

  • As fotografias pré e pós- operatórias são importante?

    Sim. Pois são a única maneira de se avaliar objetivamente o resultado obtido com a cirurgia.

  • Que tipo de anestesia é utilizada para a operação?

    Geralmente fazemos anestesia local mais sedação ou anestesia geral.

  • Quanto tempo demora o ato cirúrgico?

    Em caso de cirurgia completa envolvendo face, pálpebras e pescoço, o ato cirúrgico poderá se estender por 3 ou 4 horas dependendo do caso. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

  • Qual o tempo de internação?

    Meio período até vinte e quatro horas, de acordo com a necessidade de cada caso, priorizando-se sempre o conforto e a segurança do paciente.

  • São utilizados curativos?

    Sim. Geralmente a face fica enfaixada nas primeiras 12 horas. Em caso de lipoaspiração de mento deve-se usar uma malha cirúrgica compressiva por 15 a 20 dias.

  • Os olhos ficam ocluídos no pós-operatório?

    No caso da cirurgia das pálpebras usamos gazes molhadas com soro fisiológico frio sobre os olhos para diminuir a intensidade do edema pós-operatório. Essas gazes são trocadas periodicamente, sem necessidade de ocluir os olhos.

  • Há dor no pós-operatório?

    Geralmente o pós-operatório é indolor. Ocasionalmente poderá ocorrer discreta dor que poderá ser perfeitamente controlada com analgésicos comuns.

  • Quando são retirados os pontos?

    A maioria dos pontos das pálpebras são removidos no quinto dia. Os remanescentes (face, pescoço, couro cabeludo) são retirados entre 7 e 14 dias.

  • Quando poderá ser utilizado maquiagem?

    Maquiagem pode ser usada a partir da segunda semana.

  • Quando poderão ser lavados e penteados os cabelos?

    Entre o segundo e o sétimo dia pós-operatório poderão ser lavados e penteados os cabelos (com certo cuidado). Para secá-los utiliza-se secador manual com ar frio. As tinturas somente deverão ser utilizadas após a 3º semana.

  • Qual a evolução pós-operatória?

    Não se deve esquecer que até que se consiga atingir o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características dessa cirurgia. Assim, queixas como edemas (inchaço), manchas de infiltrado sanguíneo na pele, alterações transitórias da sensibilidade são comuns a todos os pacientes. Essa alterações são variáveis de paciente para paciente.

    Fases intermediárias do pós-cirúrgico devem ser encarados com tranqüilidade e naturalidade, pois o seu organismo se encarregará de dissipar todos estes pequenos transtornos com o decorrer do tempo. Perguntas como: "Houve alguma complicação? Será que isto vai desaparecer?" são muito frequentemente realizadas por pessoas leigas (não médicos) durante essa fase. Tenha paciência, essa é apenas uma etapa para se atingir o resultado almejado. Lembre-se que nenhum resultado de cirurgia de rejuvenescimento facial deverá ser avaliado antes de 3 meses de pós-operatório.

Entre em contato! »


Procedimentos faciais

Procedimentos Corporais

Cadastre seu email e fique por dentro das novidades!